The Walking Dead 7ª Temporada | As melhores análises do 10º episódio

O 10º episódio da 7ª Temporada de The Walking Dead (S07E10 – “New Best Friends”) apresentou um novo grupo, com potencial de serem aliados de Rick na guerra contra Negan, além de muito drama envolvendo Daryl Dixon, Richard e Carol.

E com mais um episódio de The Walking Dead, as mais diversas reações e comentários surgem nas redes sociais, assim como resenhas. Confira uma seleção algumas das melhores análises, retiradas do Facebook e área de comentários do The Walking Dead Brasil!

1 – Rei Sensato

The walking dead s07e10 analises 01

Achei a atitude do rei Ezequiel muito sensata, aliás ele não teve problemas até o momento com os Salvadores e também conseguiu (não sei como) a vantagem dos “Negan” não entrarem no Reino.

Discordo do Richard provocando os Salvadores, claramente ele quer guerra. Acho que o rei deveria conversar com ele de uma forma bem dura e bem convincente.. por outro lado que os Salvadores arrumassem alguma outra forma para puxar briga. Rs

Sobre a Carol e Daryl.. acho que a Carol faz um par exemplar com o Rei, agora entendo o motivo pelo Daryl ter mentido.. mas acho que ele deveria voltar e ele mesmo contar a verdade e os dois chorarem bastante juntos..

Jadis e sua trupe foi uma piada, não?! Essa parte ficou faltando algo a mais.. faltando a Jadis mandar algumas pessoas com o Rick para sondar e ajudar a buscar armas.. ela jogando o Rick lixo abaixo também não colou.. e eu esperava uma grande surpresa pelo sorriso do Rick e não teve surpresa nenhuma. E o Rick com tamanha experiência passar sufoco com aquele zumbi e sair tão machucado não ficou legal não.

O Morgan tá super na onda paz e amor.. e o estilo se encaixou bem a ele. Está super bacana como conselheiro do Rei. No momento certo eu acredito que ele vai agir sim da forma correta/necessária e recuperar o bastão..

Texto de Jessica Coelho

2 – Foi um episódio cheio de peso!

The walking dead s07e10 analises 02

O Daryl mostrou que realmente evoluiu e passou de um moleque para um homem de honra, além do que, ele soube entender o momento de sua fiel amiga, Carol, e a respeitou. Foi muito emocionante ver o quanto ele a ama e a respeita!

O Rick mantém-se na liderança, e como sempre, acreditando demais nas pessoas, ele tem feeling pra tanta coisa mas deixa a desejar em outras, como no caso do pessoal do lixão. Está na cara que alguma coisa não vai dar certo, foi muito fácil esse acordo. Por que esse pessoal aceitaria lutar com um grupo sem nem conhecê-lo? E ainda pra ajudar pessoas q também não conhecem!

Acredito que o Ezequiel vai mudar de opinião logo logo, assim como o Morgan! Enfim, até agora, foi um episódio cheio de detalhes que mostram que a série está evoluindo de forma épica!!

Texto de Nathalia Gasparotto

3 – Haja paciência para tanta enrolação.

The walking dead s07e10 analises 03

A série esta girando em torno do grande confronto contra Negan. É possível ver que o Rei Ezequiel logo não terá escapatória senão se juntar a luta de Rick. Afinal seus súditos estão perdendo a paciência com a hostilidade dos Salvadores, que por sua vez também estão perdendo a paciência com as atitudes impulsivas dos homens do Reino.

Apesar dos eventos traumáticos e da visível situação frágil que a maioria se encontra, sendo mais visível Rick e Daryl, os sentimento é de esperança. Mesmo frente a possíveis novas ameaças, Rick vê oportunidades e dá tudo de si para provar ao novo grupo do lixão que ele é digno de confiança.

No mais, personagens secundários se mostram pouco e ainda não perceberam a necessidade da união para sair dessa. Exemplos como Morgan, Rosita, e Carol, que sequer sabe do terror gratuito que os Salvadores impuseram sobre seus amigos.

O desenvolvimento da série deixa a desejar, pois este é um tempo de perdas tanto familiares, quanto de dignidade e confiança. E deixa o espectador impaciente, e com extrema sensação de repúdio aos vilões, já são mais do que seria necessário. E todos sabem que pelo nível de carnificina e psicopatia, apenas o Negan, daria conta.

Haja paciência para tanta enrolação.

Texto de Ana Paula Lopes

4 – Nada como uma semana após a outra

The walking dead s07e10 analises 04

Nada como uma semana após a outra…Principalmente em se tratando de ”The Walking Dead’. Que episódio gratificante.

As escolhas de Jeffrey January para ilustrar o roteiro do sempre competente Channing Powell funcionaram. A interação entre o grupo de Rick e os “desajustados” do lixão conseguiu roubar o título de melhor passagem desta temporada. A construção bidimensional da líder Jadis – vivida com maestria por Pollyanna McIntosh – deu um tom poucas vezes visto na série de zumbis. A sensação transmitida ao espectador foi de absoluto desconhecimento do que viria a seguir.

Ser imprevisível é uma característica um tanto difícil de ser conquistada nos dias atuais, ainda mais em uma produção frequentemente criticada por se repetir de forma quase que automática. Desta vez, não.

A sequência na qual Rick é arremessado para uma disputa com um dos zumbis mais bizarros já concebidos por Greg Nicotero foi um show à parte. Entretenimento puro; muito embora tenha sido concluído de maneira bastante simples.

O restante do episódio, se não acompanhou o ritmo das cenas descritas acima, também não fez feio. A briga entre Daryl e Richard por conta do destino de Carol serviu para evidenciar o quanto este último fará de tudo e mais um pouco para conseguir levar “O Reino” para a guerra total. Ao mesmo tempo, Daryl reiterou seu profundo carinho por Carol. Aliás, veio justamente dai o único ponto fraco da noite: A decisão de Dixon em não revelar as mortes de Abe e Glenn é mais uma forma encontrada por Gimple para seguir dando nós, que somente serão desatados muito a frente. Provavelmente, porque será a partir dessa revelação que a poderosa senhora abandonará seu casulo e voltará a ser o Magyver de saias. Claro, nada disso pode ocorrer tão já e a “enrolação”, portanto, se faz necessária para que possamos chegar ao décimo sexto episódio. Já estamos habituados.

Enfim, um excelente episódio que entra para o roll dos melhores.
Em uma temporada que está no vermelho com o espectador, um episódio tão divertido pode ajudar a pagar algumas dívidas.

Nota 9.0

Texto de Michael Scofield

5 – Um episódio muito legal e outro um tombo

The walking dead s07e10 analises 05

Com The Walking Dead é assim, um episódio é muito legal e o outro é um tombo.

Um episódio inteiro pro Rick matar um zumbi com um teclado de computador (nem sequer mostraram ele matando. Podiam ao mesmo mostrar como ele fez pra enfiar a faca, tipo com a Maggie na 3ª temporada) e convencer um grupo que não tem nada a ver com as calças a irem pra uma luta que não é deles (alguém achou a luta com o zumbi mad max legal?? pfv né) e do outro lado teve Daryl revendo a Carol e depois saindo? Quando li o spoiler achei que a Carol ia falar algo que realmente justificasse o surto dela, mas ela só repetiu o que já tinha falado pro Morgan e Ezequiel zzzzzz (tá dificil te defender, Carol). Já mencionei em outro post que é sacanagem essa enrolação de não contarem pra Carol sobre os falecidos, então vou pular essa parte aqui…

Não gostei desse episódio – aquele clássico que dava pra ser contado em 30 minutos… pior que eu tava vendo uns comentários e o pessoal gostou, então não sei oquetácoteceno. A parte boa mesmo, na minha opinião é claro, foram todos os diálogos do Gabriel e os do Daryl com o Morgan e Carol, de resto: ? … De resto foi mais do mesmo!

Nunca me importei com CGI, mas o que tá acontecendo com essa produção? Tão relaxado até pros meus padrões quem nem é lá essas coisas, imagina pro pessoal que encana com isso…!! Vi no outro site o “quadro” atrás no povo em Hilltop no outro episódio, mas gente ?!?! Nem investir pra amenizar as cagadas que fazem não tão se preocupando mais.

Álias, pra se lutar uma guerra é preciso ter armas né?! Então pra quê aquele papo de tragam armas?! É um pouquinho óbvio só.

Desculpem quem curtiu, mas eu achei mais do mesmo… o anterior também foi mais do mesmo, porém foi dinâmico, teve um pouquinho de tudo e avançou mais na história do que esse.

Texto de Amanda

6 – Episódio bom, mas poderia ser contado em 30 minutos

The walking dead s07e10 analises 06

Novamente um episódio bom nessa segunda metade, parece que agora finalmente a sétima temporada está achando o seu caminho. Com um pouco mais de enrolação do que o anterior, esse ainda consegue desenvolver um pouco mais a narrativa sem cair na chatice da primeira metade da temporada.

As cenas no lixão foram boas. Toda a interação entre os dois grupos foi interessante, e finalmente ver o Rick esperançoso novamente foi bom, contudo achei meio estranho ver o Rick TÃO confiante assim, pareceu que os roteiristas forçaram essa parte.

A luta contra o zumbi foi boa, apenas me decepcionei por não mostrarem o Rick matando o zumbi com o teclado, mas isso é detalhe. Uma pequena crítica que tenho em relação às cenas no Lixão, foi o CGI quando o Rick estava lá em cima com Jadis e os outros, pareceu aqueles fundos de previsão do tempo… A confusão nas negociações entre o grupo de Ezekiel e os Salvadores foi um ótimo começo, por um segundo, cheguei a pensar que Morgan deixaria seu mundo imaginário de paz e tentaria atacar os Salvadores.

Os roteiristas de The Walking Dead são interessantes, é incrível como eles conseguem mudar minha opinião e como vejo os personagens. O Padre Gabriel começou como na HQ, covarde, traiçoeiro, etc. No começo, assim como na HQ, odiei ele. Mas, meu Deus, que desenvolvimento ele teve na série, muito superior do que nas HQs, os roteiristas conseguiram transformar um dos personagens que eu mais odiava em um dos meus favoritos.

Morgan, Carol e Daryl por outro lado… Todo o drama pacifista do Morgan poderia dar uma relação e interação legal com a mentalidade assassina que Rick tinha… isso na SEXTA TEMPORADA, e olha lá. Até fizeram parecer que isso seria a premissa da sexta temporada, o conflito entre os dois ex-amigos, mas não, enrolaram esse drama do Morgan por tanto tempo, que hoje, uma temporada depois, ele se tornou um dos personagens mais odiados da série, responsável pelos diálogos mais idiotas que já vi na série.

Carol também, esse drama dela com Morgan talvez tenha funcionado um pouco, por um ou dois episódios na sexta temporada. Agora, os roteiristas parecem ter desistido dela e voltam de tempos em tempos para tentar algo, mas nunca funciona. Dessa vez, meteram o Daryl no meio, resultando numa cena muito estranha, e na minha opinião, desnecessária, com Daryl mentindo sobre Abraham e Glenn… Por que enrolar a decisão da Carol de lutar contra os Salvadores para mais tarde?

Bem, esse é meu veredito para “New Best Friends”, episódio bom, mas como vários outros da série, poderia ser facilmente contado em 30 minutos ou até menos: 7/10.

Para comparar:
S07E09: 7.5/10
S07E08: 7/10
S07E07: 8/10

Texto de Levi Ackerman

***

Você concorda com alguma dessas análises? Quais foram as suas impressões do 10º episódio da 7ª Temporada de The Walking Dead?


➡️ Adicione o Geekdama ao seu feed do Google Notícias. Geekdama no Google News

➡️ Siga Geekdama nas redes sociais: Facebook | Instagram | Telegram | Whatsapp | Twitter

Encontrou erros ou informações desatualizadas nesta matéria? Tem sugestões? Entre em contato conosco.


Fausto Gabiou
Fausto Gabiou
Escrevi no Geekdama sobre The Walking Dead e outras coisas por mais de dez anos. Atualmente minhas publicações são feitas em meu perfil oficial, Fábio Augusto. "We are surrounded by the dead. We're among them and when we finally give up, we become them! Don't you get it? WE ARE THE WALKING DEAD!"

Veja mais